Buscar
  • Homero Ferreira

Sistema 3 camadas e proteção durante atividades de montanhismo

Atualizado: 2 de jun.



Com a chegada da temporada mais propícia para atividades em montanha, e com o frio mostrando a que veio já nesses dias de outono e faltando quase um mês para o inverno, a vontade de ir para as montanhas fazer um bom trekking, escalar ou mesmo contemplar fica cada vez maior. Nessa época algumas perguntas acabam sendo constantes e comuns: “não vai morrer de frio?”, “esta louco?”, “vai sair da sua cama quentinha pra passar frio no mato?”, dentre outras mais. A verdade é que tendo equipamentos de vestuário correto, e sabendo utilizá-los, podemos realizar atividades em dias de muito frio sem problemas.


O sistema de 3 camadas ou layers é consagrado entre os praticantes de atividades de montanhismo, e não por acaso. Basicamente, ele segue alguns princípios para manter o conforto térmico e proteção durante os diferentes momentos das atividades. Consiste em utilizar camadas de roupas com características diferentes para conferir melhor abrigo possível ao corpo, seguindo uma lógica onde as diferentes camadas de roupas acabam funcionando como uma extensão de nossa pele e corpo.


1ª camada - segunda pele (base layer): deve ajudar no controle da temperatura corporal atuando na eliminação do suor mantendo o corpo sempre seco. É a camada que vai em contato direto com a pele permitindo a troca de calor ou umidade com as outras camadas. Podem ser encontradas segunda peles em diferentes materiais, que podem ser sintéticos (como o poliéster ou poliamida) ou naturais (como a lã de merino);


2ª camada - aquecimento (mid layer): é a camada responsável por manter o calor gerado pelo corpo, sendo normalmente usado um fleece/polar ou uma jaqueta de plumas (sintéticas ou naturais), que deve ser respirável. É importante destacar que a segunda camada de roupas ou até um saco de dormir, não são responsáveis por nos fornecer calor, e sim, armazenar em suas estruturas ocas entre as fibras (sintéticas ou naturais) o calor que é gerado pelo nosso próprio corpo.


3ª camada - corta-vento/anorak (external layer): a última camada é aquela que protege da entrada de frio e fatores externos (chuva, vento, neve, etc), devendo ser respirável e impermeável ao mesmo tempo. É a terceira camada que normalmente fica em contato com as intempéries externas que podem colocar em risco não apenas o conforto, mas também a segurança das atividades.


O uso dessa técnica vale tanto para parte superior, quanto para os membros inferiores do corpo, e a intenção dessa técnica é fornecer de modo prático, condições para se adequar a cada momento da atividade alternando o uso das camadas conforme as condições impostas pela natureza.


Bem protegido fica ainda melhor aproveitar a montanha e o frio dessa temporada.

E bora pra cima!

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo